Mídia e violência: dez anos depois

Objetivos

Identificar e analisar, à luz dos resultados da pesquisa Mídia e Violência desenvolvida pelo CESeC entre 2004 e 2007, as mudanças e inovações na cobertura da imprensa sobre violência e segurança na década atual.

Objetivos específicos

• Analisar a qualidade das matérias produzidas por veículos da mídia impressa e de internet em 2015 e identificar as principais mudanças em relação ao passado.

• Identificar os mais expressivos e longevos veículos de internet dedicados ao assunto e analisar as características de sua produção atual.

• Compreender como se constroem as narrativas de ativistas de Direitos Humanos e policiais em disputa nas redes sociais ao se manifestarem sobre violência e arbitrariedade policial. Fazer estudos de caso.

• Perceber como o relacionamento com os leitores através de redes sociais e ferramentas como o whatsapp está mudando a produção de notícias de segurança e violência.

Metodologia

A pesquisa envolverá os seguintes recursos metodológicos:

• Análise de conteúdo de matérias sobre violência e segurança publicadas em 2015, nos jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Extra, O Dia, Estado de S. Paulo, Agora São Paulo e O Povo

• Levantamento dos principais veículos de internet dedicados aos temas violência e segurança. Escolha de um número limitado de veículos para análise de conteúdo.

• Entrevistas com jornalistas e produtores de páginas na internet dedicadas ao assunto, incluindo alguns dos entrevistados para a  pesquisa de 2004-2006, além de jovens repórteres e mídia ativistas.

• Estudos de casos emblemáticos em que ocorreram disputas de versões de episódios de violência entre ativistas de Direitos Humanos e policiais na internet, em especial nas redes sociais.

Atividades já realizadas

Levantamento quantitativo e sistematização de 1.778 matérias sobre polícia, segurança pública, crime, violência, direitos humanos, drogas, violência no trânsito, sistema penitenciário e judiciário selecionadas em um amostra de 35 dias de 2015.

Entrevistas já realizadas: Rosental Calmon Alves (Knight Foundation); Fabio Gusmão (O Extra); Rafael Soares (O Extra); Leslie Leitão (Veja); Caio Barreto Briso (O Globo); Marcelo Beraba (Estado de S. Paulo); Bruno Paes Manso (Ponte); Rosilene  Migliotti (midiativista).

Produtos previstos

• Relatório analítico, com indicação das principais mudanças ocorridas nos últimos anos.

• Seminário com jornalistas e mídia ativistas.

• Vídeos com depoimentos de jornalistas e mídia ativistas .

Pesquisador

Pablo Nunes

Mais Projetos