#Tira-Teima sobre drogas

Objetivo

O #TiraTeimaSobreDrogas consiste numa série de posts de checagem de informações, criada pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESeC) em parceria com o psiquiatra Luis Fernando Tófoli, coordenador do Laboratório de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (Leipsi), da Unicamp. De julho a outubro de 2018, o projeto pretende checar as declarações de pré-candidatos(as) e candidatos(as) à presidência da República sobre temas relacionados à política de drogas.

Análises já publicadas

  1. #TiraTeimaSobreDrogas: Ciro Gomes no Roda Viva
  2. #TiraTeimaSobreDrogas: João Amoêdo no Roda Viva
  3. #TiraTeimaSobreDrogas: Henrique Meirelles na revista IstoÉ
  4. O que os(as) candidatos(as) pensam sobre drogas? – Parte I
  5. O que os(as) candidatos(as) pensam sobre drogas? – Parte II
  6. #TiraTeimaSobreDrogas: Fernando Haddad para o Catraca Livre

Metodologia

A checagem de fatos (fact checking, em inglês) é uma metodologia de apuração jornalística que monitora afirmações feitas por figuras públicas e as confronta com dados e informações qualificados. Em um momento histórico em que notícias e informações falsas circulam cada vez mais rápido e ganham crescente amplitude no espaço virtual, a checagem busca garantir a lisura, a transparência e a qualidade do debate público.

Por que uma checagem de fatos sobre política de drogas é importante?

No Brasil, o tema de política de drogas ainda é cercado de polêmicas, tabus e moralismo. Em ano de eleições, esse quadro tende a se acirrar, abrindo espaço para a veiculação de informações falsas e meias-verdades.

O projeto se dispõe a contribuir para que o debate eleitoral sobre política de drogas seja feito de forma honesta e comprometida com os fatos.

Quem será checado(a)?

O #TiraTeimaSobreDrogas checará declarações de pré-candidatos(as) e candidatos(as) à presidência da República nas eleições de 2018 que tenham sido feitas em contexto de pré-candidatura e candidatura (entrevistas, sabatinas, declarações em debates, declarações oficiais, posts em redes sociais etc.).

Que tipos de declaração serão checadas?

Serão feitas checagens específicas de declarações sobre política de drogas no contexto pré-eleitoral – isto é, afirmações, dados e informações veiculados sobre legislação, políticas, programas e modelos para lidar com drogas lícitas e ilícitas.

As declarações e afirmações a serem checadas deverão conter argumentos que possam ser endossados ou refutados com base em dados e informações. Não serão considerados discursos de natureza meramente opinativa, fruto da visão pessoal e/ou política do(a) candidato(a).

Equipe

A equipe do projeto conta com quatro especialistas em política de drogas de diferentes áreas do conhecimento – psiquiatria, ciências sociais, serviço social e Relações Internacionais –, e com uma jornalista especializada em checagem de fatos. Trabalham no projeto, atualmente: Julita Lemgruber, socióloga (supervisão geral); Luis Fernando Tófoli, psiquiatra (supervisão de dados e checagem); Daiene Mendes, jornalista (supervisão jornalística e checagem); Ana Clara Telles, internacionalista (checagem e edição); e Luna Arouca, assistente social (checagem e revisão).

Galeria

Clique na imagem para ampliá-la:

            

xx

           
Mais Projetos