Infográfico: Operações policiais no Rio: mais frequentes, mais letais, mais assustadoras

De janeiro a junho de 2019, o Observatório da Segurança RJ monitorou 1.148 ações policiais nas ruas. Ao todo, foram 568 operações (grupos de policiais destacados para cumprir um objetivo específico) e 580 ações de patrulhamento (ações cotidianas de ronda ou “baseamento”).

Esses dados inéditos mostram uma intensificação da estratégia de operações como política de segurança, com um grande aumento de incursões policiais. O resultado é o crescimento do número de pessoas mortas por essas forças, que deveriam ter como missão a proteção da população. Na Capital e na Grande Niterói, quase 40% das mortes foram causadas por ação policial.

O uso de helicópteros como plataforma de tiro passou a fazer parte da rotina em áreas de favela do Rio: nesses seis meses, foram 34 as operações com helicópteros, que apavoram os moradores, fecham o comércio, suspendem aulas e outros serviços, com pouca ou nenhuma eficácia na desarticulação de quadrilhas.

Texto completo

Mais Outras Publicações